Pesquisa personalizada
Este bolo fica muito fofinho. Foi feito para o aniversário de uma pessoa especial, tendo sido confeccionado ao gosto da mesma.
Não leva farinha, só leva fécula de batata o que faz dele fofinho. A massa foi humedecida com sumo de laranja.

Hei-de fazer esta versão em tabuleiro, mas com ananás de conserva e a massa regada com a calda do mesmo. É assim a receita original dada pela Clara, uma Amiga minha!
Fresquinho é muito bom!
Deixo aqui a receita de como fiz este.



Ingredientes:
A forma usada tem o diâmetro de 27 cm e era de fundo amovível

430 gr. de açúcar (só pus 250 gr)
8 ovos grandes
200 gr. de fécula de batata
2 colheres de chá de fermento em pó

Recheio:
150 gr. de chocolate negro 70% cacau
1 lata de leite condensado
1 pacote de natas 200 ml
200 gr. de chocolate branco

2 embalagens de framboesas frescas
Sumo de 1 laranja para pincelar
Coco para polvilhar

Preparação:


Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Separar as gemas das claras.
Com a batedeira bater as gemas com o açúcar até obter um creme.
Junte o fermento à fécula e envolva-os no preparado anterior.
Bater as claras em castelo e adicionar aos poucos à mistura anterior, envolvendo cuidadosamente.

Untar uma forma com manteiga, forrando o fundo com papel vegetal manteiga ou unte-o.
Levar a cozer. Assim que estiver cozido, deixar arrefecer um pouco e desenformar.
Reserve até esfriar.
Partir o bolo ao meio e pincelar com sumo de laranja, para humedecer um pouco a massa.

Preparação do recheio:
Num tacho levar ao lume fraco cerca de 1/3 de leite condensado e 1/3 de natas. Deixar aquecer, juntar o chocolate negro partido aos bocados e deixar derreter.
Rechear o bolo com este creme. Por cima coloque algumas framboesas.

Noutro tacho colocar o restante leite condensado e natas deixando aquecer em lume baixo (senão tem tendência a torrar). Juntar o chocolate branco partido aos bocadinhos e mexer para derreter.

Assim que estiver derretido, retire do lume e cubra com película transparente. Deixe arrefecer.
Barre o bolo. Polvilhe com um pouco de coco e decore a gosto com as framboesas.




Querem um pão-de-ló fofinho e rápido de se fazer? Isto é, sem ter que estar a bater às claras à parte?
Este é perfeito!!!

Deixo aqui a receita. Retirei de uma tele-culinária, mas como sempre alterei a meu gosto e adorei a textura.
Fica mesmo muito fofinho. A fatia foi partida ainda o pão-de-ló estava morninho.
E com este pão-de-ló desejo a todos os que me seguem um Bom Natal.

Como o cozi num forninho pequeno, ficou em cima com as marcas das resistências :)






Ingredientes:
4 ovos inteiros
2 gemas
150 gr. de açúcar
Raspa da casca de 1/2 laranja
120 gr. de farinha trigo com fermento
1/2 colher sobremesa de fermento em pó


Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Com a batedeira bater os 4 ovos, as gemas, o açúcar e a raspa de laranja durante 10 minutos na velocidade máxima.
Juntar a farinha e o fermento peneirados e, envolver delicadamente com uma rapa-tachos.

Untar uma forma de chaminé com manteiga e forrá-la com papel vegetal (fi-lo por precaução, mas na próxima só unto e polvilho com farinha a forma muito bem).

Levar ao forno cerca de 25 a 30 minutos, até estar cozido.
Retirar deixar arrefecer cerca de 10 minutos, e desenformar.



Brrr... está frio, muito frio. 
Vai daí resolvi agasalhar o frango e vesti-lo (*__*)

Como já disse anteriormente faço muitas refeições de frango, e volta e meia tento diversificar para não ser sempre a mesma coisa.

Depois de procurar na net fui dar a este frango, que achei muita graça, e resolvi experimentar. Gostei da parte em que lhe dei umas trincas e gostei da roupinha dele.
Inspirei-me aqui, mas modifiquei e fiz à minha maneira.




Ingredientes:

1 frango (tinha cerca de 1,6 Kg.)
Bacon (cerca de 12 fatias)

1 cebola
1/2 limão
2 raminhos de alecrim
Azeite

Para pincelar:
Manteiga
Piri-piri

Preparação:
Retirar a pele ao frango (só não o fiz nas asas).
Num tabuleiro colocar a cebola partida às fatias e regar com um pouco de azeite.

Coloque o frango no tabuleiro, coloque dentro do frango o limão e o alecrim. Agora vamos "vestir" o frango. Comece por enrolar 2 fatias de bacon em cada coxa. Enrole 1 fatia em cada asa. As outras fatias trance sobre a bancada (para ficar com este aspecto quadriculado).

Com cuidado pegue na trama e coloque sobre o peito do frango, acertando nas laterais. Prendi em várias partes com metades de palito para não sair do sítio. Tapar com folha de alumínio e levar ao forno a 230ºC.

Quando a carne ficou macia (passadas 2 horas), retirei a folha de alumínio e deixei mais um pouco até o bacon dourar.

Entretanto derreter 1 colher de sopa de manteiga com piri-piri a gosto, e pincelar o frango depois de partido.





Compotas caseiras. Existe coisa melhor?
Devo dizer que nunca fui muito fã de fazer compotas, mas isso mudou. Agora faço e apesar do tempo que demora, da esterilização dos frascos, do açúcar que leva, admito que compensa comparadas com as de compra, cheias de conservantes.
Fiz esta de ameixa com um toque de canela e gostei muito.
Faço uma pequena quantidade, mas quem fizer em quantidades grandes ainda mais compensa.
Fica a sugestão.





Ingredientes:

1 kg. de ameixa vermelha (peso sem caroço)
2 paus de canela
500 gr. de açúcar
1 colher de sopa de sumo de limão

Preparação:
Lavar as ameixas, retirar o caroço e partir aos bocadinhos.
Num tacho colocar tudo e levar ao lume. Assim que ferver reduzir para o mínimo, e deixar ferver cerca de 1h45, mexendo de vez em quando.
Retirar os paus de canela. Colocar em frascos previamente esterilizados.

Esterilizar frascos:
Colocar os frascos cheios de água fria, e as tampas separadas dos frascos, dentro de um tacho ou panela alta para que fiquem submersos. Encher o tacho com água até cobrir os frascos e levar ao lume até ferver durante 5 minutos. 

Com a ajuda de uma tenaz, e com cuidado, para não se queimar retirar os frascos, verter a água, e coloca-los sobre um pano limpo ou papel de cozinha com o bocal para baixo, assim como as tampas.
Assim que a compota estiver pronta colocar dentro dos frascos, deixando cerca de 1,5 cm por encher. Tapar os frascos com as tampas e virar ao contrário durante cerca de 24 horas para criar vácuo.
Passadas 24 horas podem virar para cima e guardar em local seco e ao abrigo da luz.
Depois de aberto colocar no frigorífico.



A minha receita de molho de francesinha já cá existe no blogue. Esta é practicamente igual, só tem 3 pequenas diferenças, que acrescentei, mas que na minha opinião vieram enriquecer ainda mais o molho, que para mim fica perfeito! O molho não leva água, só um pouco para dissolver a maizena.

Eu quando faço o molho, seguindo a lista de ingredientes, nem sequer provo o molho, para ver se está bom. E fica bom, muito bom. E melhor quando se come misturado com o recheio da francesinha. 

Para ser sincera já provei francesinhas em vários sítios, ainda este verão fui a um sítio que garantiram-me que eram boas. O molho até nem era mau, mas quando me ponho a ver o recheio e vejo lá a salsicha de lata, pronto, uma desilusão total pelo menos para mim. 
É um molho rápido e fácil de se fazer.
Experimentem e depois digam-me algo.




Ingredientes para o Molho (2/3 pessoas):

1 cebola pequena
1 dente alho
Azeite
1 folha louro
Sal
Piri-piri
1 knorr de carne
1 cerveja 33 cl
5 colheres de sopa de polpa tomate
3 colheres de sopa de vinho do Porto
2 colheres de sopa de whisky
1 colher de sopa molho inglês
1 colher de sopa de vinho branco
1 colher de café de colorau em pó
Cominhos em pó (cerca de 1/4 de colher de café)
2 colheres de sopa de farinha maizena (amido de milho) para diluir num pouco de água

Ingredientes para cada francesinha:

2 fatias pão de forma
1 bife
1 salsicha fresca
1 linguiça fresca (ou daquelas embaladas)
5 fatias de queijo fatiado
1 fatia de fiambre
2 fatias de mortadela com azeitona
1 ovo
Mostarda para barrar o bife

Modo de preparação:

Comece por refogar em azeite a cebola picada grosseiramente e o alho. Quando alourar juntar a cerveja e de seguida os restantes ingredientes, excepto a farinha maizena. Deixe ferver cerca de 10/15 minutos.

À parte deite num copo a farinha maizena e um pouco de água para a dissolver.

Junte ao molho aos poucos até este adquirir uma consistência a gosto.

Retire o tacho do lume, retire a folha de loureiro, e com uma varinha mágica rale tudo. Leve novamente ao lume e rectifique o tempero se necessário.

Enquanto faz o molho vá preparando a francesinha:

Tempere os bifes com sal e leve a grelhar. Faça o mesmo para a salsicha fresca e a linguiça (grelhe de preferência abertas ao meio).

Montagem da francesinha:

1-Fatia de pão de forma
2-Uma fatia de fiambre
3-Duas fatias de mortadela
4-O bife(barrar com um pouquinho de mostarda)
5-A salsicha e linguiça abertas ao meio
6-Uma fatia de queijo
7-Outra fatia de pão por cima
8-Agora deve levar à torradeira para torrar um pouquinho o pão
9-Cobrir com 4 fatias de queijo
10-Levar à torradeira (ou forno) para derreter o queijo
11-Colocar o ovo

Verta o molho quentinho por cima e sirva acompanhado com batatas fritas (à parte).




Setembro quase no fim... O tempo passa rápido. Oficialmente já estamos no Outono. 

Gosto desta estação, gosto de ver as folhas coloridas a esvoaçarem ao som do vento, como se tivessem vida própria. Gosto das frutas que surgem nesta época, os figos, as castanhas que já se começam a ver, um sem fim de novidades. Gosto sobretudo da mística que o Outono traz envolvido no seu manto...  

E no seu manto trouxe esta tarte com cores outonais. Duas combinações deliciosas, que gosto muito e bastante fácil de se fazer.








Ingredientes:

1 base de massa folhada fresca
6 ovos
150 gr. de doce de chila (gila)
150 gr. de coco ralado
100 gr. de açúcar

Para polvilhar:
Açúcar em pó
Canela em pó


Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Forrar a tarteira com a massa folhada.

Pique ao de leve a massa com um garfo.

Numa taça coloque os ovos e bata-os com a ajuda de uma vara de arames. Junte de seguida o açúcar, bata mais um pouco. Coloque a chila, o coco e envolva tudo.
Verter a massa para a tarteira e leve ao forno para cozer.
Assim que o palito sair seco está pronta (não deve deixar cozer demasiado).
Deixar arrefecer. Polvilhar com açúcar em pó e de seguida com canela em pó a gosto.





Este doce já existe aqui no blog. Feito com 6 claras e uma versão de chocolate. Desta vez fiz com um recheio diferente. Ficou muito boa, apesar de se ter escangalhado um pouco, mas ainda hei-de fazer uma que não se parta tanto :)

Se por ventura fizer mais alguma versão, com outro tipo de recheio, ou descobrir o segredo para não se desmanchar, postarei. É sempre bom haver outras variantes. E por vezes é simples falta de lembrança.


Ingredientes:

4 claras de ovo (frescas)
16 colheres de sopa de açúcar (4 colheres por cada clara)
2 colheres de chá de amido de milho (maizena)
1 colher de chá de vinagre de vinho branco
1 colher de chá de extracto de baunilha

Recheio:
200 ml de natas (frias)
250 gr. de morangos e mais alguns para enfeitar

Preparação:
Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Forre um tabuleiro com papel vegetal.

Bater as claras até ficarem quase em castelo. Adicione o açúcar aos poucos e bata mais um pouco. Junte o vinagre, o amido de milho e o extracto de baunilha. Envolva delicadamente com um rapa-tachos.

Disponha as claras no centro do papel vegetal e molde um disco alisando dos lados e em cima (com o diâmetro de cerca de 20/21 cm).

Leve ao forno, mas baixe a temperatura do forno para 150ºC e deixe cozer cerca de 30 minutos. Desligue o forno e sem abrir, deixe lá dentro. Quando o forno estiver morno abra um pouquinho a porta e só retire a pavlova quando estiver fria.

Recheio:
Lave e enxugue os morangos e parta-os aos bocados. Rale-os com a varinha mágica.
Bata as natas em chantilly e envolva o puré de morangos.
Recheie a pavlova e decore a gosto.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line